Cães-Guia e de Assistência

FAQ-Assistance-dog.jpg
 

  Tudo que você precisa saber sobre os cães-guia e de assistência

Os cães-guia e de assistência não são aceites em voos nas seguintes rotas:

  • Voos de/para Marrocos
  • Voos de/para Israel

Os cães-guia e de assistência são aceites em voos nas seguintes rotas:

  • Todos os voos da Ryanair dentro da(o) UE/EEE
  • Todos os voos nacionais da Ryanair

 Orientações específicas para a entrada de Cães-Guia/de Assistência no Reino Unido e na República da Irlanda

Ao entrar no Reino Unido ou na República da Irlanda, os passageiros que viajem com um cão-guia/de assistência têm de ter um passaporte de animal de companhia da UE válido ou um certificado de saúde veterinário oficial de um país terceiro (acrescido da documentação médica exigida).
O passaporte de animal de companhia da UE ou certificado de saúde veterinário devem ser suportados por documentação que confirme que o cão-guia/de assistência está afiliado a uma das seguintes organizações, para permitir a respetiva entrada no Reino Unido ou na República da Irlanda:
  • Federação Internacional de Cães-Guia (International Guide Dog Federation)
  • Assistance Dogs UK
  • Assistance Dogs International (ADI)

Orientações específicas para a entrada de Cães-Guia/de Assistência que viajem em voos dentro da(o) UE/EEE

Os passageiros que viajem com um cão-guia/de assistência têm de ter um passaporte de animal de companhia* válido ou um certificado de saúde veterinário oficial* de um país terceiro (acrescido da documentação médica exigida) em todos os voos na(o) UE/EEE.
O passaporte de animal de companhia da UE ou certificado de saúde veterinário devem ser suportados por documentação que confirme que o cão-guia/de assistência está afiliado a uma das seguintes organizações, para permitir a respetiva entrada nos países-membros da(o) UE/EEE:
  • Federação Internacional de Cães-Guia (International Guide Dog Federation)
  • Assistance Dogs International (ADI)

 Passaporte de Animal de Companhia/Certificado de saúde veterinário

Os cães devem ter um passaporte de Animal de Companhia, ou em países que não façam este género de passaporte, deverão ter um Certificado de Saúde Veterinário.
 
É responsabilidade do passageiro assegurar que o Passaporte de Animal de Companhia que nos é apresentado está atualizado e cumpre os requisitos de vacinação e tratamento do país de destino. Não podemos aceitar responsabilidade por quaisquer cães-guia/de companhia que estejam incorretamente documentados. Recomendamos que, se tiveres quaisquer dúvidas sobre a elegibilidade do teu cão para viajar, contactes o aeroporto de destino antes da viagem, para confirmar os dados do Passaporte de Animal de Companhia.
 
Os donos de cães-guia e de assistência em países que não emitem Passaportes de Animais de Companhia terão de obter um certificado de saúde veterinário oficial, para demonstrar que o seu cão cumpre as regras do Regime de Viagem de Animais de Companhia.

iStock-1066436412.jpg
 

Orientações gerais de viagem:

  • Para ser aceite num voo da Ryanair, um cão-guia/de assistência deve estar treinado para realizar tarefas em benefício de uma pessoa com uma incapacidade (física, sensorial ou psiquiátrica) e tem de ser certificado por uma organização que seja membro de pleno direito da Assistance Dogs International (ADI), Assistance Dogs UK ou Federação Internacional de Cães-Guia (International Guide Dog Federation, IGDF), os órgãos de acreditação para organizações de cães de assistência a nível mundial.
  • Os cães de apoio emocional ou de terapia que não sejam reconhecidos como cães de assistência pelas organizações mencionadas anteriormente não estão autorizados a viajar na Ryanair. 
  • O cão-guia/de assistência deverá usar um colete de identificação ou arnês padrão durante a viagem.
  • Os cães-guia/de assistência viajam na cabine do avião e têm de sentar-se no chão, aos pés do passageiro. São permitidos, no máximo, quatro cães-guia/de assistência por voo. O cão, bem como os respetivos recipientes e comida, são transportados gratuitamente.
  • Qualquer passageiro que pretenda viajar com o seu cão-guia/de assistência a bordo deve avisar-nos com antecedência, de preferência no mesmo dia da reserva. Podes fazê-lo online ou através da Linha de Assistência Especial da Ryanair.
  • Um arnês adequado (que deve ser fornecido pelo dono) tem de ser acoplado ao cinto de segurança do dono ou à fivela do segurança e tem de ser utilizado para proporcionar ao cão um nível eficaz de retenção durante a descolagem, a aterragem e situações de turbulência. Podem haver outros dispositivos disponíveis com pontos de ligação alternativos que também proporcionem uma retenção adequada. Qualquer solução que prenda adequadamente o cão de assistência é aceitável.

Tem em atenção: caso não nos avises com antecedência, o serviço pode estar indisponível quando chegares ao aeroporto, impedindo-te de viajar no voo que reservaste.
Se fores invisual/tiveres visão reduzida, mas não precisares de assistência no aeroporto, ainda assim deves notificar-nos antes do teu voo, de preferência no dia da reserva.
Isto visa assegurar que a tripulação de cabine pode proceder a uma demonstração de segurança adequada.